quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

De volta

Acho que uma boa desculpa para tanta demora na atualização é: tirei férias do blog. Ah, como se me consumisse muito mesmo!

Não que seja uma promessa de ano novo. Não que também não seja. Mas vou atualizar com mais freqüência. O que não é lá muito difícil. Tá bom, duas vezes por mês, no mínimo. Quem sabe chego em uma por semana. Fooooorça!

E se é para fazer a falcatrua, que seja total. Então vamos voltar lá atrás. Um pouco antes de eu perder a pasta no Banco do Brasil. Uns 15 anos antes, pra ser exato.

Caí da cama às 6h da manhã lembrando de coisas gostosas da infância. Talvez tenha sido a chuva e o cheirinho de quando ficava em casa (a TV era Telefunken, não tinha controle remoto). Lembro de como esperava por aquele horário no meio da manhã. Era o Clube da Criança (depois mudou de nome). E o canal era Manchete.

Gostei de alguns super-heróis da época, mas poucos como o Jaspion. Aham, tinha boneco, roupa, até fita de vídeo-cassete comprada. Imitava o japa magrelo e cabeludo, tinha o Vinil véio com a tradução super suspeita das músicas de japonês para português.

Curioso. Uma motoquinha que voava, um tanque com uma broca, uma pistola, uma espada e uma nave que virava robô. Caramba, tava bom demais! Ele dava conta de matar, tinha um golpe fatal e pronto. Fora os bonzinhos que também morriam.

Outro dia um sobrinho da Chelle de cinco anos ganhou um boneco desses heróis novos, power rangers, que se desfez em cinco pedaços. Achei que tinha quebrado, mas tava só desmontado. Cada pedaço virou um bicho tipo tigre, pterodáctilo. E esse é só um dos robôs deles.

Antes de tudo isso, de eu e ele, tinha o super-homem e homem aranha, que nem armas usam. E os meus bisnetos, que heróis vão ter?

Voltando para "O Fantástico Jaspion". Vou seguir o exemplo da Chelle e usar mais o recurso de Blog-TV. JASPION, diretõm dõm tunêl do tempõm...


Lembram da abertura?





Eu sempre me perguntava: Por que o Jaspion não esmaga todos os pequenos com o Daileon e acaba logo com isso? Ué, a graça era lutar com os pequenos, investigar, e depois lutar com os monstrengos: "O poderoso Satan-Goss tem o poder de enfurecer o seres e transformá-los em monstros incontroláveis". Acho que era isso.

Taí uma uma versão resumida do Gigante Guerreiro Daileon! (curta pra carregar logo!)




Quando achei que o McGaren tinha ido pro além aparece a Kilza. Meu, essa cena aí ficou na cabeça semanas! Inclusive o que a bruxenga falava.





Depois de levar um monte de porrada, o japaboy manda a Kilza pra terra das bruxas cinzas.



O profeta Edin também morre. Jaspion ficou putasso!




E mata (de vez) o McGaren. Por quê não tinha Youtube naquela época? Teria me poupado muito tempo!!!








BÔNUS:
Entrevista INÉDITA com os atores principais. Valeu, "Iutubiú".



Um comentário:

Dra. Repolha disse...

Puxa!
Vc gostava mesmo do Jaspion hein!?
Confesso que era tbém telespectadora assídua... Gostei de rever os vídeos. Beijão